“A meta da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza é de, pelo menos, 90% de cobertura em cada um dos grupos prioritários”.
Diversos profissionais lotados na Secretaria Municipal de Saúde de Açailândia, como os ACS - Agentes de Saúde, Técnicos de enfermagem, bem como Gestores de UBS’S se reuniram na tarde de quarta-feira,10, com o objetivo de discutirem a realização da campanha de vacinação, que em Açailândia, começa oficialmente na próxima segunda-feira,15, em todas as Unidades Básicas de Saúde da zona urbana e rural do município. Vale lembrar que a população já pode procurar as unidades de saúde a partir de hoje,11, para receber a vacina, segundo a coordenação da campanha. 

A reunião aconteceu no auditório da Secretaria de Educação e administrada pela coordenadora do Setor de Imunização Adriana Parra, que além de passar todas as orientações sobre os procedimentos da campanha, ressaltou a importância da vacinação.

“Este é um passo muito importante para que a campanha seja um sucesso. Ontem, pudemos alinhar alguns pontos importantes para a realização da vacinação. Já recebemos 50% das dozes e a partir desta quinta-feira,11, estaremos fazendo a distribuição por todas as Unidades Básicas de Saúde. Assim, todos que estão dentro A meta da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza é de, pelo menos, 90% de cobertura em cada um dos grupos prioritários. O Maranhão receberá 2.036.900 doses, divididas em lotes, conforme cronograma do Ministério da Saúde (MS). Nesta primeira fase, o público está calculado em mais de 680 mil crianças de 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias e mais de 80 mil gestantes. Assim, todos que estão dentro da meta de vacinação serão alcançados”, disse a coordenadora. 

Em 2018, o Maranhão conseguiu atingir 94,65% de cobertura do público prioritário, com a aplicação de 1.398.309 doses. Contudo, a menor cobertura foi observada no grupo das crianças.

Calendário de vacinação
Até 19 de abril – Gestantes e crianças de 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias.
22 de abril a 31 de maio – Pessoas com 60 anos ou mais, puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde, professores de escolas públicas e privadas, povos indígenas, grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.
4 de maio – Dia D de Vacinação.

Por: Antônio Maria – ASCOM-PMA

by 06:47 0 comentários