Segundo Janaína Nonato Barbosa, filha de Bita, a família está preparando o corpo para ser velado e sepultado em Codó.
Foi confirmada, no início da tarde desta quinta-feira (18), por Janaína Nonato Barbosa, a morte do babalorixá Bita do Barão. O pai de santo estava internado no hospital São Paulo, na cidade de Teresina.

Segundo Janaína Nonato Barbosa, filha de Bita, a família está preparando o corpo para ser velado e sepultado em Codó, no interior do Estado.

“Papai Infelizmente veio a falece aqui no hospital. Estamos cuidando para o corpo ir pro Codó onde acontecerá seu velório”, disse Janaina Nonata de Souza, filha do pai de santo.

O pai de santo estava internado há cerca de 4 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Seu estado de saúde era considerado gravíssimo e irreversível. Há algum tempo ele vinha apresentando sintomas de Alzaimer.

Nas últimas 3 semanas isso agravou-se de tal maneira que o fez perder, praticamente, 90% de sua memória.

Foi então que a filha, Janaína Nonato de Sousa, passou a procurar ajuda médica nos grandes centros especializados passando por São Luís, Teresina e até por São Paulo.

Há informação, dentro deste período do agravamento da Alzaimer, de que ele sofreu um Acidente Vascular Cerebral o que o deixou ainda mais debilitado

O corpo de Bita do Barão será levado, ainda nesta quinta, para a cidade de Codó. O velório vai acontecer na residência do pai de santo na rua rui Barbosa, no Centro da cidade.

O pai de santo

Wilson Nonato de Souza, o Bita do Barão, era o babalorixá mais conhecido do Brasil e iria completar 109 anos em 2019. Bita morava na cidade de Codó, no Palácio de Iansã, onde recebia diversas pessoas, muitas delas influentes, como políticos e famosos.

No palácio, Bita do Barão realizava rituais de incorporação, consultas, entre outras atividades ligadas à Umbanda. Médium desde a juventude, Wilson Nonato recebeu o apelido de Bita, porque era agitado como um bode e, na linguagem do interior do Maranhão, bita significa bode. Já o barão, é uma referência ao Barão de Guaré, a entidade que o pai de santo recebia.

Em 1954, Bita do Barão fundou sua Tenda Espírita de Umbanda, Rainha Iemanjá, que recebeu personalidades, entre políticos e artistas.

Seu poder aquisitivo também cresceu e na cidade de Codó e ele mantém projetos sociais, além de festas religiosas que atraem pessoas do mundo todo.

by 10:52 0 comentários