“O livro didático ainda serve de apoio para os alunos acompanharem as explicações do professor e podem consultar o material sempre que houver necessidade, pois ele é uma fonte confiável de informação — bem diferente da internet, que traz conteúdos verdadeiros e falsos”.

Atendendo determinação do Ministério da Educação, a Prefeitura de Açailândia, através da Secretaria Municipal de Educação, reuniu na manhã desta quarta-feira,11, gestores, supervisores e educadores da rede municipal de ensino para o processo de escolha do Livro Didático. O evento acontece na Escola Municipal Jurgleide Alves Sampaio.

A Secretária de Educação Karla Jannes Nascimento, acompanha todo o processo, auxiliando os educadores na escolha dos livros didáticos para em seguida serem aprovados na avaliação pedagógica.

Para o processo de escolha do Livro Didático é importante o conhecimento do Guia do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) e tarefa dos professores juntamente com a equipe pedagógica analisar as resenhas contidas no guia para escolher adequadamente os livros a serem utilizados.
O livro didático deve ser adequado ao projeto político-pedagógico da escola; ao aluno e professor; e à realidade sociocultural das instituições. Os professores podem selecionar os livros a serem utilizados em sala de aula somente pela internet, no portal do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). A escola deve apresentar duas opções na escolha das obras para cada ano e disciplina.

Antes de saber como escolher, é fundamental entender os motivos para isso. O material didático é um instrumento valioso para o trabalho do professor em sala de aula, pois ele direciona os conteúdos básicos que serão abordados e apoia a prática de ensino

O livro didático ainda serve de apoio para os alunos acompanharem as explicações do professor. Eles podem consultar o material sempre que houver necessidade, pois ele é uma fonte confiável de informação — bem diferente da internet, que traz conteúdos verdadeiros e falsos.

Sendo assim, as obras didáticas são fontes de consultas e propostas de atividades para o educador, funcionando como parceiras no dia a dia em sala de aula.

Por isso, é importante explorar o livro didático e propor discussões em reuniões pedagógicas para refletir sobre as propostas apresentadas. Essa prática permite o compartilhamento de ideias entre os educadores e ajuda a extrair todo o potencial do material.

ASCOM – PMA – Por: Antônio Maria

by 08:28 0 comentários