O encontro reuniu representantes de vários municípios e movimentos sociais.

Representando o Comitê Gestor Municipal Juventude Viva pela Secretaria Municipal de Desporto e Juventude e o Conselho Tutelar de Açailândia, respectivamente, Geane Tavares Costa e Lusiane Araújo da Silva participaram do Seminário de Combate ao Racismo Estrutural e Institucional com a Oficina de Mídia e Racismo, e o Griô Juventude Viva, no dia 26 de novembro, em São Luís pela Secretaria de Estado Extraordinário da Juventude, dentro da programação da Semana da Consciência Negra.

A oficina de Mídia e Racismo visa mostrar o espaço ocupado pela população negra nas mídias e foi realizada pela manhã na Casa do Maranhão. A atividade foi ministrada pela jornalista e mestre em Políticas Públicas, Ivana Braga, e tem o objetivo de mostrar a visibilidade dessa população e como o racismo afeta parte desse grupo social nas mídias comunicacionais.

O Griô Juventude Viva aconteceu pelo período da tarde, espaço para compartilhamento de histórias de vida dos agentes institucionais e atores dos movimentos sociais, negras e negros com representatividades nos espaços por eles alcançados, que fizeram e fazem o diferencial na vida do povo negro e no combate ao racismo. O Griô aconteceu no auditório do prédio de História da UEMA (Reviver).

O Seminário teve como objetivo difundir informações que possam contribuir para combater o racismo Estrutural e Institucional, bem como falar sobre as vivências de pessoas que combatem o racismo em várias partes do país e do mundo, assim como a posição dos negros na sociedade, além da discriminação racial e finalizar o Projeto Juventude Viva no Maranhão.

Com o intuito de sensibilizar os agentes institucionais e atores sociais no combate contra o racismo, a participação dos nove municípios presentes, destacam-se os representantes dos Comitês Gestores Municipais, estruturados para atuar em seus municípios discutindo políticas e ações para população negra, com o objetivo de construir o Plano Estadual de Enfrentamento da Mortalidade da Juventude Negra Maranhense.

O encontro reuniu representantes de vários municípios e movimentos sociais. Dentre os presentes, Karla Rocha, que é Cyber-ativista, idealizadora do Coletivo Afroculture, Turbanista e uma AFROincentivadora. Ela teve participação especial no Griô Juventude Viva, contando sua história e luta contra o racismo, em prol da consciência negra. O Griô Juventude Viva aconteceu no auditório do Prédio de História da UEMA, no Centro Histórico Reviver, ao lado da Casa do Tambor de Crioula em São Luís. Na ocasião, discutiram sobre a presença da pessoa negra na mídia e como combater o Racismo nas redes sociais.

ASCOM-PMA Por: Antônio Maria

by 23:45 0 comentários