O deputado federal Hildo Rocha (MDB-MA), conheceu de perto, no começo deste mês , respiradores pulmonares que estão sendo produzidos por maranhenses da cidade de Imperatriz. Esses equipamentos podem reforçar o combate à pandemia gerado pela Covid-19. O equipamento foi desenvolvido por um grupo de empreendedores e médicos que moram em Imperatriz.

“Estou junto com o Silvio Maia, Valmir Alves e o Raimundo Cabeludo conhecendo pessoalmente esse respirador pulmonar que foi idealizado por um grupo de empreendedores e médicos daqui de Imperatriz, liderados pelo Marcos Vasconcelos Pereira. Estou impressionado com a qualidade desse equipamento, até o acabamento dele é muito bom”, declarou Hildo Rocha.

Inventores do equipamento já se reuniram com o Governo Federal.
O invento chamou a atenção do parlamentar maranhense, que já viabilizou, inclusive, reunião dos responsáveis pela fabricação da máquina hospitalar com o Ministério das Ciências e Tecnologia, para acelerar o registro do equipamento genuinamente maranhense junto aos órgãos federais.
“Assim que Valmir e o Giovane Guerra falaram comigo sobre esses respiradores pulmonares que estavam sendo construídos e em fase de testes em Imperatriz fiquei interessado em ter mais informações. Com mais dados que recebi a respeito do equipamento tive a certeza que os meus conterrâneos tinham inventado um equipamento capaz de salvar milhares de vidas. Imediatamente entrei em contato com o Dr. Julio Semeghini, secretário executivo do Ministério das Ciências e Tecnologia, Inovações e Comunicações para que ele pudesse conhecer e apoiar os inventores maranhenses no sentido de obter os registros legais por parte do Governo Federal para que eles possam fabricar em série o respirador pulmonar”, informou o parlamentar maranhense.
O grupo responsável pela invenção do equipamento é formado por Marcos Vasconcelos Pereira, empreendedor e empresário (idealizador do projeto), Silvio Maia, empresário, empreendedor e inventor; Giovane Guerra, odontólogo e empresário; Carlos José Spointer, engenheiro; Dr. Raimundo Rodrigues Nascimento, médico; Tiago Dantas, advogado; e Dra. Rosimar Costa, médica.

Produção em alta escala.

A ideia, segundo o parlamentar, é conseguir do governo federal os registros legais e as devidas autorizações para produzir em escala industrial o produto maranhense de Imperatriz. “Os respiradores que estão sendo importados tem um custo muito alto, não chegam ao Brasil por menos de R$ 70 mil reais. Esses que foram produzidos aqui em Imperatriz tem um custo aproximado de 5 mil reais”, ressaltou Hildo Rocha.
Hildo Rocha acrescentou que projeto foi muito bem recebido pelos técnicos e gestores do MCTIC. “Foi feita a apresentação, tudo bem explicado e conseguimos despertar o interesse do Ministério acerca desse importante projeto genuinamente maranhense”, disse. “Eu me sinto feliz por poder cumprir a missão de servir de elo entre os criadores desse equipamento e as autoridades em Brasília. Temos que agir com rapidez e criatividade a fim de encontrarmos soluções rápidas para essa pandemia que vem afligindo a vida de todos nós”, concluiu.

by 11:32 0 comentários